Pentacampeão em 2002, Roque Júnior fala sobre o sucesso da Copa no Brasil

06/07/2014 - 14:16
Ex-zagueiro elogiou o nível das partidas, a organização do Mundial e comentou sobre a Seleção Brasileira sem Neymar

Fotos: Getty Images e Vagner Vargas/Portal da Copa#Em 2002, Roque Júnior vestia a camisa 4 da Seleção Brasileira. Foi zagueiro titular da equipe que conquistou o pentacampeonato na Copa do Mundo da FIFA na Coreia do Sul e no Japão. Doze anos depois, já aposentado dos gramados, o defensor segue a serviço do Brasil e do técnico Luiz Felipe Scolari.

Roque Júnior é uma extensão dos olhos de Felipão na Copa no Brasil. Viajou pelo país para analisar as outras seleções e possíveis adversários. No sábado (05.07), o ex-zagueiro esteve na Arena Fonte Nova, em Salvador, para acompanhar de perto o duelo entre Holanda e Costa Rica, pelas quartas de final do Mundial.

Depois do jogo, ele conversou com o Portal da Copa sobre a Copa do Mundo no Brasil e disse estar gostando da experiência. “A Copa está sendo boa. Dentro de campo, as equipes estão melhores do que em 2010 (na África do Sul). Quase todos os jogos estão bons, com emoção até o fim”, opinou Roque Júnior.

Para o ex-defensor, os brasileiros estão sendo fundamentais para o sucesso do torneio. “Demoramos um pouco para entrar no clima, mas agora está sendo maravilhoso. Estamos mostrando alegria nos estádios e está tudo bem organizado também”, acrescentou ele, elogiando também o funcionamento dos aeroportos.

“Eu tenho viajado bastante e não tive nenhum problema com atrasos. Encontrei muitos estrangeiros e estão todos felizes de estar aqui”, contou.

O pentacampeão elogiou a equipe da Holanda após a dramática classificação nos pênaltis e falou ainda sobre a lesão do craque Neymar. “É difícil perder o jogador que vinha fazendo a diferença, mas é uma semifinal, temos outros jogadores que vão entrar, que querem uma chance e têm condição de fazer um grande jogo. Acredito que podem dar conta do recado”, opinou.

Vagner Vargas – Portal da Copa

Notícias Relacionadas

As duas equipes se enfrentarão em Singapura. Este será o quarto jogo do Brasil neste segundo semestre
+
Estudo revela que a ocupação hoteleira na cidade bateu recordes, chegando a 72,26% no período do Mundial
+
Taffarel será o preparador de goleiros, enquanto Mauro Silva ocupará o cargo de assistente técnico, criado para ser rotativo. Andrey Lopes será o auxiliar
+
Coordenador geral de seleções, Gilmar Rinaldi, confirmou que o Brasil será comandado pelo treinador da equipe de base, Alexandre Gallo, nas Olimpíadas de 2016 no Rio de Janeiro. Novos membros da comissão técnica serão anunciados em breve
+