Planos Operacionais: conheça detalhes das ações de saúde, mobilidade e energia em Manaus

15/05/2014 - 00:11
Última reunião dos Planos Operacionais, em Manaus, aponta detalhes a serem colocados em prática até o início do evento

A última da série de reuniões para alinhamento dos planos operacionais para a Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014 foi realizada nesta quarta-feira (14.05), no palácio Rio Negro, em Manaus. O objetivo das reuniões, que passaram pelas 12 cidades-sede do Mundial, foi integrar as operações dos governos federal, estaduais e municipais, além do Comitê Organizador Local (COL) e parceiros privados nas áreas de transporte, mobilidade, aeroportos, acomodações e receptivo turístico, saúde e vigilância sanitária, segurança, cultura, meio ambiente, telecomunicações e energia, todas consideradas cruciais na preparação do megaevento.

"Estamos na reta final e acertando os detalhes para a realização da Copa. Nós fazemos uma avaliação positiva e de confiança total. Vamos fazer um balanço e rever pontos que ainda podem ser integrados”, afirmou o secretário-executivo do Ministério do Esporte, Luis Fernandes, na abertura do encontro em Manaus.

Saúde

Durante toda a manhã, representantes de cada setor estiveram reunidos em grupos para finalizar os detalhes e ajustes. Sobre a área de saúde, o presidente da Fundação da Vigilância em Saúde de Manaus, Bernardino Albuquerque, destacou que o caminho da integração está sendo percorrido. “São questões de integração entre equipes que serão facilmente alinhadas em reuniões que vão ser intensificadas nos próximos dias. Nós queremos, por exemplo, definir o local de atuação das equipes dentro da Arena da Amazônia para que a adequação física seja a mais perfeita possível", afirmou Albuquerque.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) está com o esquema de atendimento consolidado. Os atendimentos realizados pelas ambulâncias estarão na linha de atuação fora do perímetro de segurança estabelecido pela FIFA. Para o entorno da Arena e dentro do palco dos jogos, estarão sendo disponibilizadas seis Unidades de Suporte Avançado (USA), consideradas UTIs Móveis, e duas Unidades de Suporte Básico (UBS) contratadas pela FIFA para atender as prioridades.

No plano de atendimento das proximidades da Arena, o Samu vai estar com a base da Alvorada de prontidão, para atender chamados em até 90 segundos. Para o restante da cidade, estarão preparadas para atender de forma prioritária e rápida 24 USBs e quatro USAs, inclusive no  caso de atendimento no complexo da Ponta Negra, onde será realizada a FIFA Fan Fest

No local da festa diária durante a copa, a Secretaria Municipal de Saúde vai dispor de um Posto Médico Avançado (PMA) com oito leitos, sendo um de UTI. “A nossa responsabilidade aumenta na medida em que o evento se aproxima. O que nos dá segurança é que todos os detalhes foram pensados para o sucesso da operação e, além disso, um plano de contingência com a Secretaria Estadual de Saúde também está sendo finalizado para que tudo ocorra bem”, afirmou a diretora do departamento de urgência e emergência de Manaus, Moísa Carneiro.

Mobilidade Urbana

Como parte da implementação do BRS (Bus Rapid System), a Prefeitura de Manaus separou uma das pistas das principais vias de acesso ao Estádio da Copa, denominada “Linha Azul”. A intenção é que no período da copa os coletivos possam circular mais livremente e mais rápido. Para atender a demanda que deve aumentar nos dias de jogos, vão ser colocadas oito novas linhas de ônibus, três delas atendendo ao trajeto entre o aeroporto “Eduardo Gomes”, e a Arena da Amazônia, somando com as duas já existentes e outras circulando entre pontos estratégicos da cidade onde haverá aumento de circulação de turistas.

Uma das linhas também vai dispor de um ônibus de turismo, climatizado e mais confortável que os convencionais para circular em trajeto especial que vai passar por todos os principais hotéis da cidade, levando até a Arena da Amazônia. “Durante os seis jogos já realizados na Arena, nós podemos analisar todos aspectos relativos ao atendimento da população pelos coletivos. Assim nós definimos as áreas prioritárias de atuação e o número de linhas que deveriam circular a mais na capital", disse o Gerente de Projetos da UGP-Copa Manaus, Aristóteles Almeida.

Energia

O grupo de trabalho responsável por analisar as condições de geração de energia elétrica, que tem a participação da Eletrobras - Amazonas Energia, levantou os últimos ajustes do sistema que inclui a programação de testes operacionais na Arena da Amazônia, acesso das equipes de operação da distribuidora ao estádio e pontos de eventos e o atendimento em caso de emergências para situações no perímetro da FIFA. “Estamos tranquilos quanto ao atendimento do evento, pois todas as medidas que deveriam ter sido tomadas pela empresa, já foram realizadas. Agora é hora de fazermos apenas alguns ajustes finos para a execução do evento em si”, afirmou o diretor de operação da concessionária, Rodrigo Moreira.

Para atender ao evento ‘Copa do Mundo Fifa 2014’, a Eletrobras - Amazonas Energia realizou obras prioritárias com a construção de dois circuitos exclusivos para atender ao complexo do novo estádio. São alimentadores de distribuição que pertencem às subestações “Redenção” e “Seringal Mirim” que funcionam como redundantes entre si.

Arena da Amazônia

O próximo jogo na Arena, em Manaus, já será durante a Copa do Mundo: o clássico europeu Inglaterra x Itália. “Nós já temos a data certa para a entrega do Estádio para a organizadora do evento. Depois de quatro anos de muito trabalho, vamos passar a Arena para as mãos da FIFA, no dia 22 de maio”, garantiu o secretario da UGP-Copa no Amazonas, Miguel Capobiango.

Agnaldo Oliveira Jr, do Portal da Copa em Manaus

Notícias Relacionadas

Secretário executivo do Ministério do Esporte afirma que o aprendizado adquirido com o Mundial dará melhores condições para o Brasil enfrentar os desafios da preparação do maior evento esportivo do planeta
+
Evento “Copa 2014: legados para o Brasil” mostra resultados econômicos, culturais e de infraestrutura
+
Os legados esportivos, econômicos, de infraestrutura, de imagem e promoção do Brasil, dentre outros, serão abordados nos dois dias de palestras
+