Prefeitura do Rio de Janeiro divulga balanço das operações do jogo entre Espanha e Taiti

21/06/2013 - 18:55
A chegada ao Maracanã aconteceu majoritariamente através do Metrô e da Supervia. No total, 123 veículos foram multados e 52 rebocados, enquanto 22 cambistas e 28 flanelinhas foram detidos

A Prefeitura do Rio de Janeiro apresentou um balanço especial das operações da partida entre Espanha x Taiti, segunda da Copa das Confederações na cidade, disputada nesta quinta-feira (20.06). O plano de mobilidade, preparado exclusivamente para os dias de jogos na capital fluminense, unificou os trabalhos de diferentes órgãos municipais.

A chegada ao Maracanã aconteceu majoritariamente através do Metrô e da Supervia. Na entrada do estádio, não houve registro de nenhuma ocorrência. Na saída, o escoamento dos torcedores ocorreu em 50 minutos. A Guarda Municipal multou 152 veículos e rebocou 75 que estavam estacionados irregularmente na região da arena. No Centro do Rio, 123 veículos foram multados e 52 rebocados.

Uma grande operação de ordenamento urbano foi feita no entorno, pela Secretaria de Ordem Pública, que resultou na detenção de 22 cambistas e 28 flanelinhas. Os agentes ainda impediram um evento de marketing de emboscada que seria realizado próximo ao estádio. Na ação, 140 chapéus com a marca de uma cervejaria, que seriam distribuídos irregularmente, foram apreendidos.

A operação de ordenamento urbano da Secretaria de Ordem Pública e da Guarda Municipal contou com 544 agentes, 41 pontos de patrulhamento ostensivo, 15 reboques, 42 viaturas (quatro comboios), um Centro de Comando e Controle Móvel, uma torre de observação, uma tenda de gerenciamento, além de quatro caminhões depósito.

Mobilidade

A operação especial de trânsito foi encerrada 50 minutos depois do fim da partida. Os torcedores levaram 50 minutos para sair da arena. Para a chegada ao estádio, os usuários do Metrô Rio utilizaram as estações São Francisco Xavier, São Cristóvão e Maracanã. Além disso, a SuperVia disponibilizou trens, com intervalos de 8 a 15 minutos, para atender aos torcedores.

Saúde

Durante a partida, dois torcedores que estavam no Maracanã precisaram ser encaminhados para os hospitais da prefeitura. Um deles teve trauma de face e escoriações e foi encaminhado para o Hospital Municipal Souza Aguiar e liberado. Outro torcedor foi para o CER Souza Aguiar com arritmia.

Lixo

A Comlurb removeu 850 quilos de resíduos em toda a área em volta do Maracanã. A maioria do lixo foi parar nos contêineres, facilitando o trabalho dos 88 garis. Foram utilizados seis basculantes, quatro caminhões compactadores, quatro varredeiras, uma varredeira mecânica, duas pipas d’água, duas Kombis lava-jato e 130 contêineres para lixo foram dispostos em torno do estádio. A Companhia aproveitou o evento para pedir aos torcedores que colaborem, utilizando os 130 contêineres para o depósito de lixo, que estarão dispostos em todo o entorno do estádio do Maracanã.

Orientação

Guardas municipais poliglotas do Grupamento de Apoio ao Turista (fluentes nos idiomas inglês, espanhol e italiano) equipados com megafones estiveram nos principais pontos de patrulhamento no entorno do estádio oferecendo ajuda e prestando informações aos turistas que foram ao Maracanã assistir ao jogo.

Fonte: Prefeitura do Rio de Janeiro

Notícias Relacionadas

Secretário executivo do Ministério do Esporte afirma que o aprendizado adquirido com o Mundial dará melhores condições para o Brasil enfrentar os desafios da preparação do maior evento esportivo do planeta
+
Os legados esportivos, econômicos, de infraestrutura, de imagem e promoção do Brasil, dentre outros, serão abordados nos dois dias de palestras
+
Estruturas como o Centro Integrado de Comando e Controle Móvel, usado no Mundial, foram empregadas na competição de vela que está sendo realizada no Rio de Janeiro
+