Primeira semana: aeroportos batem recorde de passageiros

21/06/2014 - 16:43
O maior fluxo foi na segunda-feira (16.06), véspera do jogo do Brasil, revela balanço divulgado pela Secretaria de Aviação Civil

Na primeira semana da Copa do Mundo, 3,7 milhões de passageiros se deslocaram de avião nos 20 principais aeroportos do país que atendem às cidades-sede e representam 90% do fluxo de passageiros. Os dados são da Secretaria de Aviação Civil (SAC). O Brasil deve receber 600 mil turistas estrangeiros e outros 3,1 milhões de brasileiros durante o torneio, segundo o Ministério do Turismo.

O dia mais movimentado foi a véspera do segundo jogo no Brasil (16.06), com 501,2 mil circulando pelos aeroportos. A média diária tem sido de 471 mil. No Rio de Janeiro, cidade que concentra o maior fluxo de turistas, a quinta-feira (18) foi o dia com  maior número de voos nos aeroportos do Galeão e Santos Dumont, com quase 250 pousos e decolagens. A cidade receberá meio milhão de pessoas durante a Copa, segundo dados do Ministério do Turismo.

O avião é o principal meio de transporte dos brasileiros, de acodo com pesquisa do Ministério do Turismo. Ele corresponde a 60,2% dos entrevistados que manifestaram intenção positiva de viajar pelos próximos seis meses. Entre as capitais monitoradas o destaque é Brasília, com 78,8% dos moradores declarando a intenção de viajar de avião. Na sequência estão as cidades de Belo Horizonte (72,3%), Recife (65,7%) Salvador (62,5%), Porto Alegre (60,2%), Rio de Janeiro (28,3%) e São Paulo (57,3%).

Fonte: Ministério do Turismo 

Notícias Relacionadas

Durante o Mundial foram feitas 11.251 denúncias de abusos contra crianças e adolescentes
+
Foi movimentado mais de um bilhão de reais na economia do estado, que recebeu 160 mil turistas estrangeiros e teve taxa média de ocupação hoteleira de 80%
+
Planejamento minucioso que foi feito para o Mundial deve servir de base para a gestão e operação dos aeroportos brasileiros, na opinião do ministro da Aviação Civil, Moreira Franco
+
Argentina, Chile e Uruguai são os países da região que enviaram mais visitantes ao país por avião
+