Profissionais de Manaus recebem treinamento em Ameaças Químicas, Biológicas, Radiológicas e Nucleares

11/03/2014 - 17:10
Participam cerca de 120 trabalhadores oriundos das Forças Armadas, Bombeiros, Samu e profissionais das unidades hospitalares de saúde públicas e privadas

Cidade-sede da Copa, Manaus recebe o treinamento em Ameaças Químicas, Biológicas, Radiológicas e Nucleares promovido pelo Ministério da Saúde para representantes de órgãos públicos e privados de áreas estratégia e segurança do estado, até esta sexta-feira (14.03). Ao todo, participam cerca de 120 profissionais oriundos  da Forças Armadas, Bombeiros, Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e profissionais das unidades hospitalares de saúde públicas e privadas.

Segundo Bernardino Albuquerque, o secretário municipal de saúde (Semsa- Manaus), a capacitação é uma oportunidade para agregar conhecimento técnico voltado para enfrentamento de situações advindas de possíveis acidentes de produtos químicos, biológicos, radiológicos e nucleares. “O treinamento é teórico com simulações de casos fictícios que revelam o papel de cada instituição, direcionado a equipes multidisciplinar e multi-institucional das esferas de governo, visando assim, a união de esforços e a integração para o enfrentamento dessa situação de risco”, salientou.

Manaus é segunda sede a receber a equipe do Ministério da Saúde, segundo informou a representante da Anvisa, Denise  Oliveira, coordenadora do treinamento. “Durante a semana, iremos definir o plano operacional de protocolos entre as diferentes esfera do governo e entender como funciona o fluxo de responsabilidade em casos de ameaças na área de QBRN”, ressaltou.

Entre os convidados palestrantes estão o capitão das Escolas de Sargento das Armas (ESSA), Jorge Barradas. Ele iniciou a programação do curso com a apresentação de uma situação de risco com a presença de vítimas contaminadas por elementos químicos. “Em casos de acidentes é de competência do Corpo de Bombeiros e do Exército entrarem em ação com o envio de viaturas e caminhões com equipamentos de análise de substâncias químicas, biológicas, radiológica e nuclear (QBRN). A prioridade, nesses casos, é o atendimento às vítimas, feito pelos soldados do Exército, devidamente vestidos com roupas herméticas e máscaras”, explicou.

Fonte: Governo do Amazonas

Notícias Relacionadas

Mundial de futebol quebrou recordes históricos e se tornou o evento mais comentado do ano nas redes sociais em todo o mundo
+
Secretário executivo do Ministério do Esporte afirma que o aprendizado adquirido com o Mundial dará melhores condições para o Brasil enfrentar os desafios da preparação do maior evento esportivo do planeta
+
Evento “Copa 2014: legados para o Brasil” mostra resultados econômicos, culturais e de infraestrutura
+