Projeto para qualificar 80 mil taxistas começa nesta segunda

07/11/2011 - 14:39
Taxista Nota 10, visa a capacitar cerca de 80 mil taxistas para melhorar o atendimento aos turistas durante a Copa do Mundo de 2014.

A partir desta segunda-feira (07.11), taxistas de todo o país poderão participar de cursos de idiomas, gestão e empreendedorismo. O projeto Taxista Nota 10, visa a capacitar cerca de 80 mil taxistas para melhorar o atendimento aos turistas durante a Copa do Mundo de 2014.

“Esse será, sem dúvida, um grande legado de desenvolvimento que ficará após 2014 para toda a cadeia produtiva dos setores de turismo e produção associada, que reúne as atividades da economia criativa como entretenimento e artesanato”, afirma Luiz Barretto, presidente nacional do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

As inscrições nos cursos poderão ser feitas gratuitamente nas unidades do Serviço Social do Transporte (Sest), Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (Senat) e do Sebrae em todo o Brasil. Também poderão ser feitas por meio das centrais de atendimento do Sebrae (0800-570-0800) e do Sistema da Confederação Nacional do Transporte (0800-728-2891).

O programa pretende capacitar os motoristas de táxi em inglês e espanhol, com cursos que terão duração de 120 horas e vocabulário personalizado, adaptado à linguagem e ao dia a dia do profissional. “Além de ser gratuito, [o curso] enriquece o profissional da categoria. Eu até entendo alguns idiomas como castelhano e espanhol, porém não sei pronunciar. Um curso como esse é muito bom, é a oportunidade de atender melhor os turistas”, disse Firmino Calazans, taxista há 37 anos.

Segundo o presidente do sindicato dos taxistas do Distrito Federal (Sintaxi), Geocarlos Cassimiro de Araújo, o projeto precisa de algumas mudanças. “A ideia do curso é muito boa, porém a vida dos taxistas é muito corrida. Para esse projeto dar certo, teriam que ser feitos cronogramas e ser obrigatória a realização do curso”, disse.

Leia a notícia completa

Da Agência Brasil

Notícias Relacionadas

Relatório da ANTT também aponta que a Argentina liderou os fretamentos internacionais no período
+
Projeto promovido pelo Sebrae nas 12 cidades-sede da Copa contou com investimentos de R$ 90 milhões em 3 anos
+
Profissionais deixaram a condição de desempregados para atuar nas frentes de trabalho criadas com a Copa do Mundo
+
Maria Lídia Matuscelli, a Lidoka, criou a Bandoca, uma bandeja com almofada que pode ser personalizada com motivos do Brasil e do futebol
+