Centros de Atendimento aos Turistas distribuíram 750 mil mapas na Copa do Mundo

06/08/2014 - 11:09
Ações do Mundial foram apresentadas a gestores públicos em encontro no Palácio do Planalto. Pronatec Turismo registrou mais de 166 mil matriculados até o início do torneio

Em reunião com gestores públicos, o diretor de Gestão Estratégica do Ministério do Turismo, Ítalo Mendes, participou, nesta terça-feira (05.08), do VI Encontro do Sistema de Assessoramento para Assuntos Federativos (SASF). Na ocasião, ele apresentou as ações estratégicas que contribuíram para preparar o turismo brasileiro para a Copa do Mundo.

Entre as ações do Ministério do Turismo destacaram-se o Pronatec Turismo, que registrou mais de 166 mil matriculados até a Copa do Mundo, e a divulgação da campanha Proteja Brasil, de combate à exploração sexual de crianças e adolescentes, que distribuiu cerca de meio milhão de materiais de divulgação nas principais redes de turismo. As cidades-sede tiveram o apoio de novos Centros de Atendimento aos Turistas, com recursos do MTur, e a oferta gratuita de 750 mil mapas turísticos, entre outras.

O viajante brasileiro e estrangeiro que transitou pelo país pôde verificar uma rede hoteleira ampla e com capacidade para acolhê-lo, aeroportos preparados para o aumento da demanda e profissionais preparados para atender bem o visitante, além de atrativos turísticos bem sinalizados. “São investimentos que fortaleceram o turismo. Mais do que benefícios econômicos, o Brasil teve um ganho importante de projeção da imagem no exterior”, disse.

Promovido pela Secretaria de Relações Institucionais da Presidência de República, em conjunto com os ministérios e representantes de órgãos públicos federais, o encontro da SASF tem por objetivo a troca de informações relacionadas as questões ligadas ao Governo Federal. O evento foi realizado em Brasília, no auditório do anexo do Palácio do Planalto.

Avaliação

Pesquisas realizada pelo MTur, em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV) e a Fundação de Pesquisas Econômicas (FIPE), revelam que os viajantes brasileiros e estrangeiros avaliaram positivamente a infraestrutura turística do país. Entre os visitantes internacionais, quase a totalidade (95%) afirmou que pretende voltar ao país.

“A associação de três características do público estrangeiro: jovialidade (25% tem entre 25 e 31 anos), alto poder aquisitivo (renda média de US$ 4.760) e elevado índice de desejo do estrangeiro de voltar ao Brasil (95%) abrem uma excelente oportunidade para o turismo no país”, disse o ministro do Turismo, Vinícius Lages. “A maioria dos estrangeiros (61%) esteve no Brasil pela primeira vez do mundial. Este dado merece destaque e corrobora com a importância dos megaeventos para o país”, completou.

O índice de infraestrutura que teve a melhor avaliação pelos estrangeiros foi a segurança pública (91,9%), seguida dos táxis (90,4%) e do transporte público (90%). No quesito serviços, os maiores destaques positivos foram a hospitalidade (97,4%), diversão noturna (93,4%) e a gastronomia (93,2%).

A pesquisa com estrangeiros, feita pela FIPE, se baseou 10.513 entrevistas realizadas em 12 aeroportos e 10 fronteiras terrestres. Já o estudo com brasileiros, realizado pela FGV, teve como base dados de 6.555 brasileiros nas cidades-sede e arredores.

Fonte: Ministério do Turismo

Notícias Relacionadas

Evento “Copa 2014: legados para o Brasil” mostra resultados econômicos, culturais e de infraestrutura
+
Produções retratam a festa dos torcedores e a organização do megaevento esportivo
+
Estruturas como o Centro Integrado de Comando e Controle Móvel, usado no Mundial, foram empregadas na competição de vela que está sendo realizada no Rio de Janeiro
+
No confronto entre Brasil x Colômbia, pelas quartas de final, a lotação hoteleira de Fortaleza alcançou 97%
+