Reuniões de balanço da Copa das Confederações da FIFA são concluídas no Rio de Janeiro

03/07/2013 - 14:53
Federação, Comitê Organizador Local e governo federal avaliaram a organização do evento durante três dias e concluíram que a operação foi um sucesso

A FIFA, o Comitê Organizador Local (COL) e o governo federal concluíram, nesta quarta (03.07), no Rio de Janeiro, três dias de avaliação detalhada sobre a Copa das Confederações da FIFA e o balanço é que a operação do evento foi um sucesso.

Os participantes foram os principais responsáveis  pelos projetos de todos os parceiros, liderados pelo secretário-geral da FIFA, Jérôme Valcke, o CEO do COL, Ricardo Trade, o secretário executivo do Ministério do Esporte, Luis Fernandes, além dos diretores executivos da FIFA e do COL, e representantes dos Ministérios da Defesa, Justiça e Comunicações.

"Tivemos sessões muito construtivas, identificamos as principais lições aprendidas em cada área operacional e avaliamos o que pode ser melhorado para a Copa do Mundo da FIFA, que começa daqui a 344 dias em São Paulo, bem como o Sorteio Final, que acontecerá em 155 dias, no dia 6 de dezembro, em Salvador. Agora estamos trabalhando com as 12 cidades sede para implementar as principais lições tiradas com vista à preparação para 2014 e os eventos auxiliares como o Sorteio Final e o Seminário das Equipes, para garantir que possamos organizar a melhor Copa do Mundo do ponto de vista operacional. Quanto ao ambiente, não temos dúvidas de que os torcedores farão uma grande festa", explicou Jérôme Valcke.

Entrega nos prazos

A necessidade da entrega dos estádios e das instalações temporárias dentro do prazo acordado para a Copa do Mundo foi o aprendizado-chave para superar os desafios encontrados na organização da Copa das Confederações, especialmente porque a escala da operação do mundial é ainda maior: de 16 para 32 dias de evento, de 16 para 64 jogos, de 8 para 32 times, de 6 para 12 sedes, de 75 para 550 sessões de treinamento, de 54 para 250 voos das seleções.

"Estamos felizes em ver que a nossa operação foi bem avaliada. Mas as nossas equipes já estão trabalhando nas lições aprendidas com a Copa das Confederações, acelerando o ritmo na preparação para a Copa do Mundo. Não há tempo a perder. Há mais seis estádios para serem entregues e temos de continuar  trabalhando com os governos para garantir que definiremos o cenário do próximo ano com melhores condições para as 32 equipes e para os milhares de torcedores do Brasil e do exterior ", disse Ricardo Trade.

"Nos reunimos aqui com um sentimento de dever cumprido. Temos que dar grande parte do crédito do sucesso à excelente relação de trabalho entre a FIFA, o COL, o estado, a cidade e o governo federal. Isso foi determinante. Vamos continuar neste ritmo para superar os desafios, que serão ainda maiores em 2014", disse Luis Fernandes.

Fonte: FIFA

Notícias Relacionadas

Estruturas como o Centro Integrado de Comando e Controle Móvel, usado no Mundial, foram empregadas na competição de vela que está sendo realizada no Rio de Janeiro
+
Terminais que tiveram obras entregues foram os melhores avaliados em levantamento realizado entre abril e junho
+
Ações do Mundial foram apresentadas a gestores públicos em encontro no Palácio do Planalto. Pronatec Turismo registrou mais de 166 mil matriculados até o início do torneio
+