São Paulo prepara megaoperação para receber até 140 mil argentinos

27/06/2014 - 22:06
Rede de hospedagem, estacionamentos para carros e motorhomes e esquemas especiais para receber turistas em zonas boêmias estão entre as prioridades

Uma megaoperação será realizada em São Paulo para receber a torcida argentina, que virá à cidade para a partida de sua seleção contra a Suíça. O jogo será na terça-feira, às 13h, e vale uma vaga nas quartas-de-final da Copa do Mundo. São esperados entre 70 mil e 140 mil argentinos na cidade, na maior invasão de integrantes do país vizinho já presenciada pela capital paulista.

“Estamos oferecendo vagas para carros e motorhomes no Sambódromo do Anhembi e no autódromo de Interlagos. Além disso, ainda há vagas em hotéis e hostels, além de locais de camping que a cidade já oferece”, afirma Leonardo Barchini, secretário municipal de Relações Internacionais, que manteve reuniões periódicas com o cônsul-geral da Argentina em São Paulo, Agustín Arambari, como preparação para a vinda dos torcedores do país à cidade.

A relação de hostels e locais para acampar está disponível no site www.cidadedesaopaulo.com. As vagas no Anhembi e em Interlagos serão distribuídas por ordem de chegada. Ambos os endereços estão a menos de 2 km das redes de trem e metrô da cidade, principal meio de transporte para chegar tanto à Arena Corinthians, em Itaquera (zona leste), como na Fan Fest, no Anhangabaú (centro). “O perímetro de segurança para a Fan Fest será ampliado, como nos dias de jogos do Brasil. O evento também começará mais cedo, às 9h”, contou Barchini.

Getty Images#Depois de "invadir" Porto Alegre, onda argentina é esperada em São Paulo

Rodízio ampliado

Assim como os chilenos, que jogaram no Itaquerão na segunda-feira passada, muitos argentinos virão de carro a São Paulo. Para dar conta do aumento da circulação de veículos na cidade, na terça-feira o rodízio será ampliado, com início às 7h e término às 20h, atingindo as placas com final 3 e 4. “Temos informação de que também aumentaram bastante o número de voos fretados”, disse Barchini.

Uma das medidas preventivas adotadas pela prefeitura é sugerir ao torcedor que não tenha ingresso, que não vá ao Itaquerão, que possui bolsões de segurança em dias de jogos, e priorize a Fan Fest. Outro local que causa preocupação ao poder municipal é a Vila Madalena. A prefeitura sugere que os estrangeiros optem por bares em outros bairros boêmios da cidade, como Bixiga, Itaim Bibi, Vila Nova Conceição, Vila Mariana e Vila Olímpia, além da região da Avenida Brigadeiro Faria Lima. 

O excesso de público na Vila Madalena faz com que até quatro quadras da rua Aspicuelta fiquem interditadas em dias de maior movimento. Após o jogo entre Brasil x México, foram recolhidos no bairro 40 toneladas de lixo. Depois da última partida da seleção, contra Camarões, na última segunda-feira (dia 23), esse número chegou a 50 toneladas.

“Cada jogo na cidade gera sobrecarga na Vila Madalena. Para terça-feira, iremos dispor de 160 banheiros químicos, o dobro do que tinha anteriormente. Também aumentamos o perímetro de proibição de estacionamento e vamos intensificar a fiscalização aos ambulantes”, contou Barchini.

Para Agustín Arambari, cônsul-geral da Argentina em São Paulo, não haverá problema de segurança por conta da histórica rivalidade entre brasileiros e argentinos. “Foram adotadas todas as medidas preventivas para que não aconteça conflito entre torcidas. Vamos apenas curtir o jogo”, afirmou ele.

Adalberto Leister Filho, do Portal da Copa em São Paulo (SP)

Notícias Relacionadas

Visitantes gastaram US$ 6,9 bilhões no país. O resultado teve forte influência da Copa do Mundo
+
No confronto entre Brasil x Colômbia, pelas quartas de final, a lotação hoteleira de Fortaleza alcançou 97%
+
Ações do Mundial foram apresentadas a gestores públicos em encontro no Palácio do Planalto. Pronatec Turismo registrou mais de 166 mil matriculados até o início do torneio
+
No período do Mundial, a capital federal recebeu 633 mil visitantes, sendo 488.903 brasileiros e 143.743 estrangeiros. Números superaram as estimativas iniciais
+