Secretarias de Saúde e Segurança destacam tranquilidade em Natal durante a Copa

27/06/2014 - 13:57
Rodoviária tem aumento de 100% na movimentação e Secopa-RN faz balanço positivo do evento na capital potiguar

As secretarias de Saúde de Natal e de Segurança do Rio Grande do Norte avaliaram como tranquilo o período de participação da capital potiguar durante a Copa do Mundo FIFA 2014, que aconteceu de 13 a 24 de junho com os jogos na Arena das Dunas. De acordo com o balanço municipal, durante as quatro partidas que aconteceram em Natal o número de atendimentos foi considerado baixo diante da magnitude do evento.

Até esta quinta-feira (26.06), o Centro Integrado de Operações Conjuntas de Saúde (CIOCS), que irá funcionar até 13 de julho, havia registrado 115 atendimentos na Fifa Fan Fest, instalada na Praia do Forte, e 244 atendimentos na Arena das Dunas. “O nível de atendimento durante esses dias foi baixo. Natal foi a segunda sede mais bem posicionada em termos de segurança e limpeza do estádio”, destacou Carlos Magnos Oliveira, chefe do Departamento de Vigilância em Saúde da SMS.

“A integração da Secretaria Estadual de Saúde com a Secretaria Municipal Saúde, o Serviço Móvel de Atendimento de Urgência (Samu) e a equipe do CIOCS está sendo excelente. Os problemas estão sendo todos resolvidos lá mesmo com quase nenhuma remoção, nenhum caso de violência ou doença de notificação compulsória”, comentou a coordenadora do CIOCS na Secretaria Municipal de Saúde, Maria Tereza Holanda.

Segurança

A Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Rio Grande do Norte (Sesed) também não registrou problemas graves. Juntando os 15 dias iniciais da FIFA Fan Fest e o período de jogos na Arena das Dunas, foram registradas 42 ocorrências, a maioria por perda de documentos, ingressos e pequenos furtos. O único caso de maior gravidade aconteceu em 19 de junho, quando um grego foi detido com 145 ingressos para o jogo entre Japão e Grécia. O número de homicídios na capital também caiu 50% durante o Mundial, por conta do aumento do policiamento pela cidade.

De acordo com o Secretário de Segurança Pública, General Eliéser Girão Monteiro Filho, a palavra que resume toda Operação Copa do Mundo é integração. “As ações aconteceram de forma harmônica, integrando os órgãos do Estado, da União e do Município”. Além da apresentação do trabalho realizado nos quatro jogos da Copa do Mundo em Natal, o Secretário de Segurança destacou o legado deixado para o Estado com a realização do evento internacional.

"Sem dúvida, o maior legado físico da Copa será o Centro Integrado de Operações de Segurança Pública, que hoje funciona nossa Central de Comando e Controle", disse o secretário, que ainda mencionou os equipamentos adquiridos para equipar as Forças de Segurança do Estado, como rádios comunicadores, viaturas, motocicletas, armamentos, coletes e demais equipamentos.

Corpo de Bombeiros

O Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio Grande do Norte (CBMRN) intensificou desde o início da Copa do Mundo, no dia 12 de junho, suas ações preventivas e de salvamento em toda região metropolitana de Natal. Visando atender as demandas deste período, o CBMRN manteve diariamente um efetivo de 317 militares no serviço operacional. Além de 187 bombeiros potiguares, o Rio Grande do Norte contou ainda com o apoio de seis militares do Pará, 12 do Maranhão e 112 da Força Nacional de Segurança.

Até a última quarta-feira (25.06), o Corpo de Bombeiros registrou 1.335 atendimentos com relação direta e indireta com a Copa na região metropolitana. Do total de ações registradas no período, 1.333 ocorreram no litoral, uma na BR-304 e uma no entorno da Arena das Dunas. Das ocorrências na orla, 23 foram salvamentos aquáticos, dez atendimentos pré-hospitalares e 2.300 ações entre preventivas e de advertência, como forma de orientação. Para o Capitão Marcos Miranda, Comandante do Grupamento de Busca e Salvamento (GBS), os resultados obtidos pelo CBMRN na Copa são considerados positivos.

Apesar do aumento de cerca de 30% de banhistas no litoral neste período, as estatísticas da corporação apontam que a segurança contra afogamentos também aumentou consideravelmente. De acordo com o Capitão Miranda, o resultado ocorreu graças ao reforço de guarda-vidas oriundos de outros estados. “Os dados demonstraram a importância da ampliação de guarda-vidas e da ativação de novos postos de observações no litoral potiguar, mesmo no período pós-Copa. Dos 23 salvamentos aquáticos registrados, entre os dias 12 e 25 de junho, 19 foram em praias que normalmente não possuíam bombeiros antes do Mundial”, destacou o capitão.

Deste total, dois eram estrangeiros, um alemão e outro americano, e os demais eram brasileiros. A corporação ainda registrou dois óbitos por afogamento, na praia de Areia Preta, numa área pouco frequentada por banhistas. O fato, ocorrido no dia 19 de junho, envolveu dois irmãos adolescentes do Rio de Janeiro, um de 13 e outro de 16 anos, que estavam em férias em Natal visitando familiares.

As buscas duraram dois dias. Os corpos dos jovens foram resgatados e transportados de volta ao Rio de Janeiro. Ao todo, 144 militares foram escalados para realizar atividades de prevenção e resgate em situações de afogamentos. Vinte e dois postos de guarda vidas foram montados no litoral norte, urbano e sul, compreendendo uma faixa litorânea de aproximadamente 145 km.

Rodoviária

O Rio Grande do Norte registrou aumento de 100% na movimentação de passageiros na Rodoviária Estadual durante a Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014. Segundo a assessoria de comunicação da Empresa de Promoções Turísticas do RN (Emprotur), o levantamento mostra a força dos atrativos turísticos do destino potiguar na visão dos visitantes ao longo do Mundial nesta primeira fase de grupo.

Segundo levantamento realizado pela gerência de administração da rodoviária, de 13 a 24 de junho deste ano, passaram pelo terminal 120 ônibus ao dia, com média de 50 passageiros em cada, totalizando 72 mil passageiros. Houve ainda o acréscimo de 150 ônibus extras no período, com mesma média de passageiros, totalizando mais 7,5 mil passageiros. No mesmo período de 2013, o número foi de 36 mil passageiros.

Paulo Victor Correia, do Portal da Copa em Natal

Notícias Relacionadas

Estádio de Natal é o nono dos utilizados durante a Copa a obter o selo
+
Estruturas como o Centro Integrado de Comando e Controle Móvel, usado no Mundial, foram empregadas na competição de vela que está sendo realizada no Rio de Janeiro
+
Foi movimentado mais de um bilhão de reais na economia do estado, que recebeu 160 mil turistas estrangeiros e teve taxa média de ocupação hoteleira de 80%
+
Centro Integrado de Comando e Controle regional realizou 1,1 monitoramentos diários e acompanhou 300 atividades essenciais durante os 31 dias do Mundial na capital mineira
+