Segundo Aldo Rebelo, Copa do Mundo pode gerar mais de 3 milhões de empregos no país

23/08/2013 - 15:13
Ministro do Esporte participou nesta sexta-feira durante o seminário Projeto Nacional de Desenvolvimento com Valorização do Trabalho

Fernando Guedes/ ME#O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, falou nesta sexta-feira (23.08), em São Paulo, durante o seminário Projeto Nacional de Desenvolvimento com Valorização do Trabalho, que acontece no 3º Congresso da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil. Rebelo ressaltou a importância do futebol como plataforma de promoção, integração social e geração de empregos, além das oportunidades de aceleração do desenvolvimento e geração de empregos criadas com a realização dos grandes eventos esportivos.

Pesquisas de consultorias internacionais indicam que a Copa de 2014 irá gerar 3,6 milhões de empregos. Isso é mais que um Uruguai. Aqui em São Paulo, a região de Itaquera já conquista melhorias. A população já tem mais empregos, empresas vão se instalar por ali, uma faculdade já está lá e uma escola técnica vai ser instalada. Em todo o Brasil está acontecendo isso e temos que garantir que os trabalhadores, além de mais empregos, tenham assegurados seus direitos”, disse o ministro.

O evento também contou com a presença do presidente do BNDES, Luciano Coutinho, o ex-ministro da Ciência e Tecnologia e atual vice-presidente do PSB, Roberto Amaral, e o presidente do PC do B, Renato Rabelo.

Fonte: Ministério do Esporte

Notícias Relacionadas

Visitantes gastaram US$ 6,9 bilhões no país. O resultado teve forte influência da Copa do Mundo
+
Secretário executivo do Ministério do Esporte afirma que o aprendizado adquirido com o Mundial dará melhores condições para o Brasil enfrentar os desafios da preparação do maior evento esportivo do planeta
+
Evento “Copa 2014: legados para o Brasil” mostra resultados econômicos, culturais e de infraestrutura
+