SPTuris divulga resultado final da pesquisa sobre a Copa em São Paulo

18/07/2014 - 10:54
Principais emissores de turistas foram Argentina, Chile, Colômbia e Estados Unidos

Leonardo Lourenço/ Portal da Copa#

Após um mês de bola rolando em território brasileiro e com seis jogos na capital paulista, foi finalizada a Pesquisa de Demanda e Perfil do Torcedor da Copa do Mundo em São Paulo, realizada com paulistanos e turistas pelo Observatório do Turismo, núcleo de estudos e pesquisas da São Paulo Turismo (SPTuris), empresa municipal de turismo e eventos.

A pesquisa entrevistou 7.683 pessoas entre os dias 11 de junho e 13 de julho e o resultado mostra dados que superaram as expectativas. No total, o levantamento estimou que mais de 540 mil turistas, sendo 220 mil estrangeiros, passaram pela cidade, um número quase 40% maior do que a estimativa inicial de 390 mil turistas. O número não contabiliza os visitantes vindos da região metropolitana e aqueles que apenas fizeram conexões nos aeroportos da capital.

E, mesmo após o término da Copa, ainda há um significativo volume de turistas na metrópole. Como o Aeroporto Internacional de Guarulhos é a origem da maioria dos voos para o exterior, muitos visitantes passam na capital paulista e permanecem alguns dias antes de voltarem para seus países de origem.

Outro dado que superou todas as expectativas foi o gasto médio do turista e a sua a permanência na cidade. Os brasileiros deixaram no período R$ 2,2 mil, em média, na cidade, enquanto os estrangeiros deixaram R$ 4,9 mil – a estimativa era de um gasto médio de R$ 1,8 mil. Além disso, os visitantes também ficaram mais tempo na metrópole paulistana: turistas nacionais permaneceram em média 4,4 dias e os internacionais, 8,3 dias.

O crescimento da permanência e dos gastos dos turistas também impactou na movimentação econômica gerada por estes visitantes. No total, os gastos dos visitantes giraram em torno de R$ 1,8 bilhão na cidade de São Paulo.

De acordo com o levantamento, 65% dos turistas que vieram para a cidade eram brasileiros e 34,94% estrangeiros e os principais estados emissores de turistas nacionais foram respectivamente São Paulo (Interior), Rio de Janeiro, Minas Gerais, Bahia e Paraná. Entre os países emissores, Argentina (38%), Chile (9,52%), Colômbia (7,70%) e Estados Unidos (5,05%) foram os principais. Outro dado importante revela que homens, entre 30 e 39 anos, formaram o perfil predominante.

Entre os atrativos mais visitados, a Avenida Paulista encabeça a lista com 17,87%, na sequência a Arena Corinthians com 16,02%, Rua 25 de março (11,45%), Mercado Municipal (11,07%) e Vila Madalena (10,28%).

Impressões

A pesquisa ainda aponta que, para os visitantes, os diferenciais da cidade são: gastronomia (26,4%) e vida noturna (21,6%). Sobre os meios de hospedagem, boa parte ainda prefere os hotéis (26,1%) e a segunda opção é a casa de parentes ou amigos (19,1%). Quanto à mobilidade, os principais meios foram: 43 % metrô, 10% carro próprio e 19% ônibus.

A boa impressão dos turistas também pode ser medida com outro indicador: 72,1% dos turistas indicaram notas entre 7 e 10 para a cidade de São Paulo.

Com relação ao legado da Copa, mais de 90% afirmaram que o evento trouxe mais turistas para a cidade. A maioria também afirma que o mundial deixou um legado para São Paulo e acelerou obras importantes na capital.

Confira a íntegra da pesquisa aqui.

Fonte: SPTuris

 

Notícias Relacionadas

No confronto entre Brasil x Colômbia, pelas quartas de final, a lotação hoteleira de Fortaleza alcançou 97%
+
Ações do Mundial foram apresentadas a gestores públicos em encontro no Palácio do Planalto. Pronatec Turismo registrou mais de 166 mil matriculados até o início do torneio
+
Aumento no movimento de bares foi, em média, de 25% durante os jogos
+
Equipamentos substituem luminosidade do sol, favorecendo a germinação da grama
+