Suíça já pensa na Argentina. Técnico de Honduras deixa o cargo

25/06/2014 - 21:31
Eleito o melhor em campo, Shaqiri prevê um jogo complicado contra os hermanos

Como não poderia ser diferente, as coletivas de imprensa de Suíça e Honduras tiveram tons completamente opostos. Na Suíça, com a vitória por 3 x 0 na Arena da Amazônia, a sensação era de dever cumprido na primeira fase e de projeções de como será o confronto das oitavas de final, diante da Argentina de Lionel Messi e companhia.

“Foi um sonho se qualificar e conquistamos algo gigantesco. Vai ser um belo jogo contra a Argentina, e sabemos que não somos favoritos, mas vamos tentar ganhar. Tudo é possível, nunca se sabe. O mais importante é que foi muita especulação sobre a temperatura, mas corremos e conquistamos”, disse Xherdan Shaqiri, autor dos três gols e escolhido o melhor em campo.

Honduras x Suíça - Arena da Amazônia

Honduras x Suíça - Arena da Amazônia

O técnico Ottmar Hitzfeld era só elogios à equipe. “O time mostrou garra e paixão. Agora vamos primeiro nos recuperar, regenerar, e isso é importantíssimo. Teremos que analisar o jogo contra Honduras e vamos desenvolver a estratégia contra a Argentina”, afirmou Ottmar.

No lado hondurenho, a decepção pela campanha com três derrotas em três jogos. O técnico Luis Fernando Suárez anunciou que estaria deixando a equipe. “Eu ainda não me despedi do grupo. Acho que conseguimos uma boa posição. Um novo técnico vai perceber que tem um material muito bom. Quero agradecer à mídia que foi dada a nós. Fico triste por não ter conseguido cumprir o mandato e tenho muita vontade de trabalhar. Vou estar sempre ligado com as notícias de Honduras, onde quer que eu esteja”, disse.

Agnaldo Oliveira Júnior, do Portal da Copa em Manaus

Notícias Relacionadas

Jogos na Arena da Amazônia foram vistos por mais de 240 milhões de pessoas
+
Espaços oferecem entretenimento, local para descanso, informações turísticas, internet wifi e outras comodidades para os viajantes. No Santos Dumont, 26,8 mil pessoas aproveitaram a estrutura oferecida
+
Para a estrela do time e para o técnico Alejandro Sabella, a equipe merecia ter ganhado nos 90 minutos. Treinador da Suíça mostrou orgulho pela atuação do time: “Saímos de cabeça erguida"
+
Evento, com capacidade para 25 mil pessoas, lotou antes do início do jogo entre Argentina x Suiça
+