Tabárez exalta vitória e homenageia herói nacional: “Voltamos a ganhar de um europeu no dia de José Artigas"

19/06/2014 - 21:36
Triunfo sobre a Inglaterra, na Arena Corinthians, aconteceu na data de nascimento de Artigas, 19 de junho

Fotos: Getty Images#

José Artigas é herói nacional no Uruguai. Militar que defendeu a soberania do povo da então Banda Oriental é o principal nome da luta pela independência do país vizinho contra o domínio espanhol. Ele nasceu em 19 de junho de 1764,  e seu dia é feriado no Uruguai. Nesta mesma data, 250 anos depois, a equipe nacional de futebol fez, em campo, algo que não se via há 44 anos, desde a vitória sobre a União Soviética por 1 x 0 nas quartas de final da Copa de 1970: venceu uma equipe europeia em Mundiais.

A vitória por 2 x 1 sobre a Inglaterra, nesta quinta-feira (19.06), na Arena Corinthians, levou o técnico Oscar Tabárez a mencionar o herói na coletiva de imprensa após o triunfo. “Foi um grande jogo. Se isso fosse um filme, o script não poderia ter sido melhor. Vencemos depois de ter perdido, derrotamos uma equipe europeia na Copa do Mundo. Voltamos a ter uma vitória como essa justamente no dia do nosso herói nacional, José Artigas. Isso tem um simbolismo enorme para nós. Não estamos mortos. Conseguimos uma conquista importante”, disse “el maestro”.

Tabárez ponderou, entretanto, que não há nada garantido e que ainda é necessário lutar pela classificação. O próximo jogo é contra a Itália, na Arena das Dunas, em Natal, no dia 24 de junho. Para o desafio, o treinador espera que o time tenha a atitude e a determinação apresentadas no jogo contra a Inglaterra.

“Já falei outras vezes, a motivação vem de cada indivíduo, e meus jogadores têm isso dentro deles. Derrotas ensinam mais do que as vitórias. Foi difícil após perder para a Costa Rica. Mas conheço os meus jogadores, eles vêm comigo, eles respondem. Na próxima partida, temos que ter a mesma atitude, a mesma entrega. Talvez não sejamos uma grande seleção, mas temos jogadores que correm o campo todo e que têm um carinho muito grande pelo nosso futebol e nosso país”, disse o técnico.

Tabárez reconhece a postura da equipe como um dos grandes pilares do Uruguai, mas fez questão de ressaltar o talento dos seus jogadores. Autor dos dois gols uruguaios na partida desta quinta e eleito o melhor jogador em campo, o atacante Luis Suárez foi bastante elogiado pelo técnico.

“Todos nós gostamos muito dele, é uma ótima pessoa, muito importante no grupo. Estamos muitos felizes pelo que ele fez. Respeitamos todas as fases do tratamento, fomos aumentando aos poucos o nível de exigência. Dissemos a ele que a falta de treino poderia fazer com que a bola não fosse para onde ele gostaria. Mas eu tenho muita certeza do que ele consegue fazer no campo, é algo que nos deixa muito satisfeitos”, exaltou.

Situação complicada

Se a entrevista coletiva de Oscar Tabárez foi longa e recheada de exaltações e otimismo, a conversa com Roy Hodgson foi curta. Lacônico, o técnico assumiu que a classificação é difícil para a Inglaterra após duas derrotas. “O que eu posso dizer? Eu acho que, em ambas as partidas, conseguimos jogar bom futebol, somos uma boa equipe, mas os resultados é que ditam o que vai acontecer. Se a Itália ganhar o próximo jogo (contra a Costa Rica), teremos que ganhar o último e fazer muitos gols. Se tivéssemos ganhado hoje, isso nos daria mais segurança”, disse.

Com duas derrotas, a Inglaterra ainda não somou pontos na competição. O Uruguai tem três. Completando a segunda rodada, Itália (três pontos) e Costa Rica (três pontos) se enfrentam nesta sexta-feira (20.06), às 13h, em Recife. A última rodada da fase de grupos terá os seguintes confrontos: Itália x Uruguai em Natal, e Costa Rica x Inglaterra, em Belo Horizonte. Ambos os confrontos estão agendados para 13h de 24 de junho.

Carol Delmazo – Portal da Copa
 

Notícias Relacionadas

Aeroportos, segurança pública e atrativos turísticos têm mais de 80% de aprovação entre os profissionais de imprensa
+
O artilheiro do Mundial com seis gols ainda alcançou a terceira posição com o tento anotado contra o Japão, em enquete promovida pela FIFA
+
Ao todo, 1,6 milhão de passageiros passaram pelos terminais entre 10/6 e 13/7. A cada 10 passageiros que desembarcaram no país, um passou pela capital
+