Turismo e Esporte participam de debate sobre proteção da criança e do adolescente

24/11/2011 - 19:40
Representantes dos ministérios ressaltam necessidade de aproveitar a Copa do Mundo e as Olimpíadas para defesa dos direitos e proteção da criança e do adolescente.

Sérgio Dutti#Brasil deve usar megaeventos para fortalecer defesa da infânciaO diretor do Departamento de Futebol do Ministério do Esporte, Ricardo Gomyde, participou do 2º Congresso Brasileiro dos Direitos da Criança e do Adolescente, promovido pela Fundação Abrinq, que reuniu, na tarde desta quarta-feira (24.11), representantes de ministérios, secretarias e outras entidades para discutir políticas públicas de garantia dos direitos de crianças e adolescentes nos grandes eventos esportivos dos quais o Brasil será sede, como a Copa do Mundo 2014 e os Jogos Olímpicos 2016.

Para Gomyde, a participação do Ministério do Esporte em ações intersetoriais que contribuam para a realização exitosa dos eventos é fundamental. “Assim como a Alemanha, que consolidou sua unificação com a Copa de 2006, e a África do Sul com o apartheid, nós não sairemos impunes da Copa. O país também será beneficiado em vários aspectos como o fortalecimento da rede de proteção da criança e do adolescente.”

“Os recursos investidos na Copa já fizeram com que o Brasil desse um salto, principalmente nos serviços de fiscalização e controle. A partir desse Congresso, espero que mais entidades possam ingressar nesta discussão”, ressaltou o diretor.

Adelino Neto, representante do Ministério do Turismo, ressaltou a necessidade de outras instituições do governo estarem abertas à temática da proteção da criança e do adolescente. “Iremos receber mais de 600 mil turistas no mês da Copa. O desenvolvimento econômico do país deve caminhar passo a passo também com políticas de desenvolvimento social”.

Também participaram do Congresso a secretária Nacional de Promoção dos Direitos da Criança e do Adolescente, Carmen Silveira, o coordenador do Programa Internacional para Eliminação do Trabalho Infantil (IPEC) da Organização Internacional do Trabalho (OIT), Renato Mendes, a Conselheira do Conselho das Cidades, Vitória Célia Buarque, a secretária executiva do Comitê Nacional de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes, Karina Figueiro e a Presidente do Instituto Nacional de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil, Tânia Mara Dornellas dos Santos.

Leia também: "Ministra defende ênfase nas políticas de proteção à infância a partir dos megaeventos"

Paula Braga - Ascom Ministério do Esporte

Notícias Relacionadas

Agenda de Convergência estará em funcionamento nas 12 sedes do Mundial. Evento desta sexta-feira será em Porto Alegre
+
Obra está na matriz de responsabilidades da Copa e tem previsão de término para dezembro de 2013
+
Avanços nas obras de estádios, portos, aeroportos e mobilidade urbana foram destacados pela presidenta, assim como as iniciativas nas áreas de segurança e turismo
+
Evento será realizado em 4 de fevereiro na sede da Fundação Ezequiel Dias (Funed) em Belo Horizonte. Objetivo do plano é proteger e promover a saúde da população que irá circular pela cidade e pelo estado durante os grandes eventos esportivos
+