Turistas deixaram R$ 330 milhões em Natal durante a Copa

12/07/2014 - 16:53
Levantamento ouviu mil pessoas, no período de 12 a 25 de junho, e engloba visitantes estrangeiros e nacionais

Os cerca de 180 mil turistas que visitaram Natal no período de 12 a 25 de junho, durante os jogos da Copa do Mundo, gastaram, em média, R$ 1.854 cada um, considerando os valores de refeições, estadia, deslocamento e lazer. Isso quer dizer que, juntos, estes visitantes injetaram cerca de R$ 333,74 milhões na economia. A grande maioria deles (69,6%) veio pela primeira vez à cidade e pretende voltar em outra oportunidade (69,2%). Os números integram a pesquisa "Perfil dos turistas presentes em Natal durante a Copa", realizada pelo Istituto de Pesquisa e Desenvolvimento do Comércio (IPDC), ligado à Fecomércio-RN.

O levantamento indica que, de uma maneira geral, o perfil dos visitantes foi de pessoas com idade entre 35 e 59 anos (49,4%), que vieram com as famílias (46,4%) e de alta renda familiar mensal – 47,4% dos entrevistados têm rendimento entre R$ 7 mil e R$ 15 mil. México (11,9%), Estados Unidos (11,1%) e Japão (10,3%) foram os países que mais enviaram visitantes para Natal. Já entre os turistas nacionais, os estados de São Paulo (8,9%), Rio de Janeiro (6,3%),  Pernambuco (2,9%) e Paraíba (2,8%) lideram a lista de emissores.

Cada turista ficou em média cinco dias na cidade. O gasto médio de R$ 1.854,11 foi bem dividido. Em uma resposta que permitia múltipla escolha, 80,7% disseram que gastaram com alimentos e bebidas, 62,8% citaram gastos com hospedagem, 56,8% apontaram custos com transportes/deslocamentos e 51% disseram que gastaram com compras.

Notas

A pesquisa também pediu que os visitantes atribuíssem notas de zero a dez a alguns itens da cidade. A maior nota média ficou com os Atrativos Naturais (8,93), seguida da Hospitalidade  (8,79), dos Locais de Alimentação (8,4%) e Meios de Hospedagem (7,89). O Acesso e o Transporte – muito, em parte, devido à greve dos Rodoviários, que retirou de circulação grande parte da frota de ônibus – foi o item com pior nota: 6,69.

Sobre os preços praticados em Natal, 64,9% dos entrevistados os classificaram como "Normais" e 27,9% os taxaram de "Elevados".

Fonte: Fecomércio-RN

Notícias Relacionadas

Mais da metade dos viajantes do país (54,2%) optou por deslocamento aéreo durante a Copa
+
Levando-se em conta os 15 países que mais enviaram turistas para o Brasil, os sul-americanos somaram 364.092 estrangeiros, valor superior aos 332.228 visitantes europeus e norte-americanos
+
Levantamento realizado pelo Ministério do Turismo indica que os itens mais bem avaliados no país são a hospitalidade (98%) e a gastronomia (93%)
+
Torcida adotou a Alemanha por conta da rivalidade com os argentinos e das provocações
+