Usina solar começa a ser instalada na cobertura do Mineirão

07/12/2012 - 12:36
Após a finalização da montagem, prevista para janeiro de 2013, estrutura vai gerar energia suficiente para atender cerca de mil residências de consumo médio

As obras para a instalação de uma usina fotovoltaica na cobertura do Mineirão, em Belo Horizonte, foram iniciadas. A primeira etapa, de impermeabilização, já está em andamento. Na semana passada, tiveram início a preparação e a limpeza da cobertura de concreto.

A previsão é que a impermeabilização seja concluída ainda neste mês. A implantação é feita pela empresa Martifer Solar, vencedora da licitação para a Usina Solar Mineirão. O estádio, que vai receber três jogos da Copa das Confederações FIFA Brasil 2013, inclusive uma semifinal, terminou novembro com 96% das obras de reforma concluídas. A entrega está prevista para o dia 21 de dezembro de 2012.

A Usina Solar Mineirão faz parte do programa Minas Solar 2014, da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig). Após a montagem dos módulos fotovoltaicos, a Cemig dará início ao processo de licitação para implantação de uma usina fotovoltaica de 1,1 MWp no Mineirinho.

A montagem mecânica (estruturas e módulos) da usina solar deverá ser finalizada em janeiro de 2013. Logo após a montagem, tem início a fase de comissionamento e testes. A operação comercial está prevista para março do ano que vem.

Foto: Sylvio Coutinho/Agência Minas#Placas fotovoltaicas vão converter radiação solar em energia elétrica

Capacidade
A capacidade nominal da Usina Solar Mineirão é de 1,42 MWp, energia suficiente para atender, aproximadamente, mil residências de consumo médio. A radiação solar que incidir sobre os módulos fotovoltaicos será convertida em energia elétrica que, por sua vez, será injetada na rede de distribuição da Cemig. O Mineirão receberá uma parcela de, no mínimo, 10% da energia gerada na usina.

Fonte: Governo de Minas Gerais

Notícias Relacionadas

Centro Integrado de Comando e Controle regional realizou 1,1 monitoramentos diários e acompanhou 300 atividades essenciais durante os 31 dias do Mundial na capital mineira
+
Estimativa é que o volume recolhido aumente a renda de catadores em cerca de 100%. Legado de inclusão social e conscientização ambiental também é destacado
+
Durante o Mundial, a capital mineira recebeu 355 mil visitantes,que gastaram em média R$ 1,2 mil. A estimativa de retorno financeiro indireto é de R$ 1,6 bilhão
+
Ainda atordoados pela goleada contundente diante da Alemanha na semifinal da Copa, atletas comentaram a pane que tirou a equipe da decisão
+