Voluntária da Copa em Belo Horizonte encontra e devolve mochila de turista inglês

12/07/2014 - 12:29
Objetos como tablet, celular e dinheiro estavam dentro da bolsa que foi enviada de volta para a Inglaterra

Fabrício FAria/Portal da Copa#Maria da Conceição encontrou a mochila na FanFestMaria da Conceição Garandy trabalha durante a madrugada numa central de atendimento telefônico da prefeitura de Belo Horizonte, recebendo reclamações de moradores que estão incomodados com o barulho dos vizinhos. Durante o dia, ela é voluntária da Copa do Mundo e faz atendimento aos turistas, em locais como o entorno do Mineirão, Fan Fest e outros pontos da cidade. Foi num dia de show na Savassi, que ela, quando estava indo embora, encontrou uma mochila abandonada na praça. “Eu fui para perto da mochila e abri a parte de fora dela, para que se o dono estivesse por perto, ele se aproximasse. Como ninguém apareceu, eu vi que a mochila havia mesmo sido esquecida”.

A distração foi cometida pelo médico inglês Steve King, que veio ao Brasil com o amigo Christopher para curtir a Copa do Mundo. Os turistas estavam na capital mineira no dia em que a seleção brasileira venceu a de Camarões por 4x1. Eles estavam assistindo ao show da banda Cidade Negra, quando Steve esqueceu na praça a mochila com vários objetos pessoais, inclusive telefone celular tablet e dinheiro.

A sorte do inglês é que tudo foi encontrado por Conceição, que levou a mochila para casa e procurou alguma identificação para tentar devolvê-la ao dono. Como não havia nenhum nome, ela pegou o telefone celular e, numa mensagem de texto, achou um endereço de e-mail que era da irmã de Christopher. A voluntária escreveu explicando o ocorrido e rapidamente recebeu uma resposta de Steve.

Quando souberam que a mochila havia sido encontrada, os amigos da Inglaterra já estavam no Rio de Janeiro e sem tempo para voltar a Belo Horizonte, pois a viagem de volta para casa estava marcada para o dia seguinte. Para receber a mochila, Steve contou mais uma vez com a sorte e com a colaboração de outra brasileira. Na pousada onde se hospedaram, os turistas da região de Manchester conheceram a professora de inglês Rosely Veiga, que foi quem pegou a mochila com Conceição e enviou para Inglaterra.

Feliz por conseguir encontrar o dono e enviar tudo de volta para Steve, Conceição conta que não pensou duas vezes para devolver a mochila. “Se fosse comigo, eu gostaria que fosse assim. Tudo o que eu faço com as outras pessoas, eu penso antes o que eu gostaria que fizessem comigo”, explicou a voluntária.

Voluntariado

Como Conceição, cerca de 500 voluntários estão atuando desde 10.06 em locais como aeroportos, Mineirão, Savassi, terminais rodoviários, Fan Fest e pontos turísticos. Além dos treinamentos específicos para atuar na Copa, Conceição ainda fez o curso gratuito de inglês do Pronatec Copa, o que a ajudou a se comunicar com os ingleses para devolver a mochila.

A coordenadora municipal do programa de voluntariado Rosana Monteiro avaliou como louvável a atitude de Conceição. “A gente espera dos voluntários um bom atendimento ao turista, mas Conceição foi além ao devolver a mochila”, comentou a coordenadora.

Fabrício Faria, do Portal da Copa em Belo Horizonte

 

Notícias Relacionadas

Capital do Mato Grosso contou com a atuação de 357 voluntários, em locais como aeroporto, rodoviária, Arena Cultural, entorno da Arena Pantanal, FIFA Fan Fest e Centro Aberto de Mídia
+
Voluntários do governo federal aprovam experiência no Mundial; objetivo agora é aproveitar a vivência adquirida em novos projetos e na busca por oportunidades no mercado de trabalho
+
Certificação digital estará disponível na plataforma de agendamento; voluntários do governo federal serão comunicados por email
+
Centro Integrado de Comando e Controle regional realizou 1,1 monitoramentos diários e acompanhou 300 atividades essenciais durante os 31 dias do Mundial na capital mineira
+